Ir para o conteúdo
    <li class="asset_articles"><a href="/search/assets?asset=articles"><span class="icon-menu-articles"></span><strong>Artigos</strong></a></li> <li class="asset_people"><a href="/search/assets?asset=people"><span class="icon-menu-people"></span><strong>Pessoas</strong></a></li> <li class="asset_enterprises"><a href="/search/assets?asset=enterprises"><span class="icon-menu-enterprise"></span><strong>Empreendimentos</strong></a></li> <li class="asset_communities"><a href="/search/assets?asset=communities"><span class="icon-menu-community"></span><strong>Comunidades</strong></a></li> <li class="asset_events"><a href="/search/assets?asset=events"><span class="icon-event"></span><strong>Eventos</strong></a></li>
ou

Thin logo

Área de Software Livre da Campus Party BrasilCampus Party Brasil

Divulgação

MiniDebConf Curitiba 2017

fb.com/SLCampusParty

Nossa Rede

Edições anterioress

 Voltar a Blog da Área...
Tela cheia Sugerir um artigo

O livre exercício das profissões de TI e a regulamentação

24 de Outubro de 2012, 0:00 , por Desconhecido - | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 839 vezes

Painel: O livre exercício das profissões de TI e a regulamentação?

 

Participantes:

  • José Honorato F. Nunes
    • Para seguir: @zenorato
    • Mini-currículo: Bacharel em Análise de Sistemas pela Universidade do Estado da Bahia com especialização em Gestão da Informação pela FSS, militante do movimento estudantil, usuário entusiasta e divulgador do software e da cultura livre, desenvolvedor de sistemas e empreendedor.
  • Cezar Pierin (FENADADADOS)
    • Para seguir: @fenadados
    • Mini-currículo: Diretor de Tecnologia da Informação e Comunicação da Federação Nacional dos Empregados em Empresas e Órgão Públicos e Privados de Processamento de Dados Serviços de Informática e Similares - FENADADOS, atua no segmento de TIC há quase 30 anos e acompanha a regulamentação da profissão de TIC no Brasil, há mas de 10 anos.
  • Roberto da Silva Bigonha (SBC)
    • Para seguir: @sbcbrasil
    • Mini-currículo: Professor Titular da UFMG, graduado em Engenharia Química pela Universidade Federal de Minas Gerais(1971), mestrado em Informática pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1975) e doutorado em Ciência da Computação pela University of California, Los Angeles (1981). É sócio efetivo da Sociedade Brasileira de Computação desde 1982, tendo sido membro do Conselho (1985-1989, 1991-1993, 1997-2001, 2007-2011), segundo-secretário (1989-1991, 1993-1995, 1995-1997), diretor de Regulamentação da Profissão (2001-2007), diretor de Relações Profissionais (2011-2013) e coordenador das Comissões Especiais de Engenharia de Software (1990-1991), Métodos Formais (04/2003-10/2003) e Linguagens de Programação (2007-2008).
  • a confirmar
    • Para seguir:
    • Mini-currículo: 

Resumo: O debate sobre a regulamentação das profissões de TI ocorre a anos e até hoje não existe um consenso se a área deve ou não ser regulamentada. Há inda duvidas entre aqueles que defendem a regulamentação da profissão de como essa regulamentação deveria ocorrer uma vez que o modelo tradicional de regulamentações com a criação de um Conselho Regulamentador é um modelo defasado e que não se adequa a uma área dinâmica e diversificada como a computação. A regulamentação é importante mas buscamos um “novo modelo” onde as liberdades dos profissionais e da sociedade sejam respeitadas. Nesse novo modelo idealizamos uma regulamentação onde o exercício da profissão de Informática deve ser livre e independer de diploma ou comprovação de educação formal, não sendo obrigatório ao profissional filiar-se ou pagar taxas a qualquer conselho ou entidade para ter direto de trabalhar com computação, pois foi assim que a computação evoluiu para o que é hoje e não podemos inibir a capacidade de criação dos indivíduos por conta de um registro em conselho de classes. Vamos fazer o debater com entidades representativas da áreas de computação e com a sociedade com o objetivo de chegarmos a um ponto em comum em prol de algo que realmente possa trazer benefícios para a sociedade como um todo. Discutiremos se a regulamentação é realmente necessária, e caso cheguemos a conclusão que sim, qual o modelo de regulamentação que desejamos para a área de TI?

Agenda: 30/01/13 (quarta-feira) - 11h15min às 12h30min

Arquivos: 

Fenadados - Slides

regulamentacao_fenadados.pdf

https://www.youtube.com/watch?v=pAeU2vX0KjI

http://campuse.ro/events/campus-party-brasil-2013/talk/o-livre-exercicio-das-profissoes-de-ti-ou-a-regulamentacao

 


Tags deste artigo: regulamentação campus party cpbr6 painel